ígnea

rente
o corpo baila
na horizontalidade do impossível
chão

esgueira o passado,
mas sente:
é porvir mascarado

flamas enrubescem
as coxas
brotam da força
as manchas
enovelam os tecidos
– dores

reencontrar
o sentido
aroma
perdido
a ígnea
língua

que me desfaz.

Anúncios

Sobre Rodolfo Araújo

Jornalista, amante do teatro, um (des)crente (in)constante.
Esse post foi publicado em misturas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s