fazer

saber-se:
mirar a lonjura do espelho
assentir

inflar-se:
inteiro, homem
partir

singrar:
a sinuosidade da vida
rumo ao mar

sorver:
seus calores, dores e harmonias
num denso calar

viver:
profunda, lenta, pausadamente
a febril agrura destes lábios

multiplicar:
a vida em mil outras sementes
que em mim hão de repousar.

Anúncios

Sobre Rodolfo Araújo

Jornalista, amante do teatro, um (des)crente (in)constante.
Esse post foi publicado em misturas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s