vento

invisível
contornos deletérios
na amplidão do querer

voz minha que se faz
inaudível
nos pântanos do teu
esquecimento

voa com o vento
vestido lento
bailar

escapa-me diuturnamente
em pleno e permanente
calar

Anúncios

Sobre Rodolfo Araújo

Jornalista, amante do teatro, um (des)crente (in)constante.
Esse post foi publicado em poesia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para vento

  1. Mercia Maria Barbosa disse:

    É através da arte que o homem é capaz de expor seus sentimentos, angústias e perplexidade diante do inexplicável! Belo material para um terapeuta…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s