no tempo

Eram impossíveis as gotas de chuva que saltavam do nada para a morte naqueles eternos segundos. Esta mania de viver-me fora do corpo rende visões que marcam às vezes. O asfalto mal-acabado reflete como espelho quebrado as luzes fracas do aparato público. O barulho ensurdece, arrefece com uma lufada ardida de vento, depois volta a incomodar. Corro o quanto posso, mas não o possível para entender se molharia menos o corpo caso permanecesse imóvel como a situação pedia.

O portão barroco de ferro guardava a casa por uma formalidade que um dia fez sentido. Basta entrar, sem cerimônia, ou mesmo pular rapidamente para simular o fervor efêmero da violação de uma propriedade particular. O pára-brisas dos meus óculos, repleto de gotas indisciplinadas, aumentava o teor de acaso e desentendimento daquilo tudo. Finquei os pés diante da entrada. Apenas uma janela amarelada por luzes quentes dava indícios de calores próximos.

Sem mapas, guias, ideias ou memórias, era mais vantajoso esperar a sorte. Persegui-la por uma rua errada poderia ser equívoco irremediável. Energia gasta nunca pode ser reposta em igual medida. Alguns ecos e rostos cruzavam apressados o sentido da via – sequer percebiam a ameaça que não representava.

Pária do (meu) tempo, estaco. Vem, tão repentino quanto um pensamento ruim, um beijo prolongado. Minhas mãos percebem a infinitude temporária da carne, dominam os contornos como se a possessão fosse instinto, esculpem o torpor à luz da mais pérfida alucinação.

A chuva não cessa. O beijo prolonga-se até sumir – no tempo.

Anúncios

Sobre Rodolfo Araújo

Jornalista, amante do teatro, um (des)crente (in)constante.
Nota | Esse post foi publicado em misturas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s