interrompido

esperei
as avenidas largas
os obeliscos
as buzinas
os casacos de pele
os cantantes vazios
os ecos do consumo
o polvilho dos cigarros
tudo fora do prumo

os rios fedorentos
as pontes classe-média
pret-à-porter arquitetônico
supersônico silêncio
desse torpor atômico

invisível, sublimada
tua voz, os cabelos
a cilada
o aborto do voo
do peito
ao arroubo
do beijo
da vida.

Anúncios

Sobre Rodolfo Araújo

Jornalista, amante do teatro, um (des)crente (in)constante.
Esse post foi publicado em poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s